terça-feira, 2 de setembro de 2008

VOZES DA ALMA V I. ( P 4 )



REGRESSO

Vou bailando a sopro do vento,
Rumo a mundo que já me espera.
Sou recebido com flores,
Legítimas filhas da primavera.

Na estação da nova esfera,
Não há morte tudo é vida.
Se eles soubessem não chorariam,
Minha prematura partida.

Ex toureiros e meus antepassados,
Sorridentes, vem me receber.
Mesmo estando no Paraíso,
Os amigos de Arena não vou esquecer.

Os pássaros vão gorjeando,
A melodia da liberdade.
Sinto um nó na garganta,
Do planeta Terra tenho saudades.

Sacio a sede da longa viagem,
Num regato de águas serenas.
Como é imensa a bondade Divina,
Para com uma existência tão pequena.

O belo lírio nos verdes campos,
Beija a rosa querida.
Respiro a pura natureza,
Fonte da luz e da vida.




Poesia extraida do Livro Vozes da Alma.
Autoria: Leon Diniz.
Reg. de Direitos Autorais nº 322.435.
Livro 590.Folha: 95 .
Fundação Bibliotéca Nacional. Ano 2004.

Nenhum comentário: