segunda-feira, 13 de outubro de 2008

NUMEROLOGIA

O NÚMERO QUATRO
O número 4 (Quatro) Talvez seja aquele que mereça um capitulo à parte, todo especial só para falar sobre ele e sua origem. Trata-se de um número cabalístico cercado de uma forte egregora. Quem o tem como número natal ou correspondente do nome deve cultua-lo e tirar dele todo proveito possível até em benefício próprio, mas sua energia deve ser explorada para o bem, nunca para o mal, pois ele pode voltar-se contra a pessoa que der um destino negativo a ele.
Os povos mais místicos do Planeta procuram fugir deste número. Não o colocam em faixada das casas, assim como não colocam qualquer número cujo somarítimo vá terminar nele como por exemplo o número l3, 22, 31, 49, 58, 67, etc.
No Oriente Médio, e Alguns países da Ásia como Índia e China, e até em alguns países Europeus os edifícios saltam do 3º andar para o 5º andar, assim como saltam do 12° andar para 14° Tudo isso para fugir da mística do número 4 ou do 13 que é a sua soma.
Alguns leitores desta matéria há de se lembrar da aventura trágica da Apollo 13, que foi ao espaço no dia 13, as 13 horas. Sendo que o terceiro astronauta contraiu uma rubéola e foi substituído por um quarto astronauta que era o reserva e não tinha mais nenhuma expectativa de viajar naquele vôo. Horas depois da decolagem houve-se uma explosão, uma pane elétrica e a nave que deveria levar sua tripulação para um pouso tranquilo na Lua quase deixam seus cosmonautas irremediavelmente perdidos no espaço.
E para completar o nosso estudo a respeito do número quatro, quero lembrar que Jesus de Nazaré tinha um grupo composto de 11 homens, com ele contava-se doze, até que surgiu o l3º que não era pescador e nem galileu como a maioria dos apóstolos. Seu nome era Judas o Scariotes, um jovem escriba, da cidade de Scarias, e o restante da saga destes treze homens o mundo conhece fartamente.

Nenhum comentário: