segunda-feira, 13 de outubro de 2008

VOZES DA ALMA - V.I ( P.8 )

LUZ DE NAZARÉ

Rompendo a cortina do astral,
Voei como um passarinho.
Voltei a rever os amigos,
Que deixei no antigo ninho.

A Terra olhada do céu,
É como gaiola azulada.
Que prende um povo aflito,
Saudoso da esfera amada.

Pouso no solo da Lua,
Solitário observo o Brasil.
Imponente triângulo divino,
Coração de povos mil.

Reis tornaram-se súditos,
Do mestre crucificado.
A filosofia cristã,
Foi a lei de muitos reinados.

Esta gente esqueceu o amor,
Eu vim lhes mostrar como é.
Que se encontra o amor verdadeiro,
Em Jesus de Nazaré.



Poesia extraida do Livro Vozes da Alma.
Autoria: Leon Diniz.
Reg. de Direitos Autorais nº 322.435.
Livro 590.Folha: 95 .
Fundação Bibliotéca Nacional. Ano 2004.

Nenhum comentário: